Festa Junina aumenta o número de acidentes com fogos de artifício


Chega o mês de junho e a agenda de festas das cidades, principalmente nordestinas, começa a ficar agitada. Com os festejos vem a tradição de manusear fogos de artifício.

Isso faz com que haja um aumento de 20% em casos de queimadura, nessa época, devido ao mau uso dos fogos. Muitos desses casos poderiam ser evitados caso as pessoas tivessem a orientação correta e soubessem prevenir acidentes.

A atenção com as crianças, nesse período, deve ser redobrada, pois elas são as maiores vítimas de queimaduras. Não permita que crianças “brinquem” com esses artefatos.

Alguns cuidados podem prevenir muitos acidentes:

  • Certifique-se sobre a procedência dos fogos de artifício;

  • Siga a recomendação do fabricante;

  • Não utilize os fogos próximos à residências e fiação elétrica;

  • Use os fogos em um suporte, nunca diretamente na mão;

  • Nunca deixe crianças manusearem fogos;

  • Se o produto não funcionar, evite reutilizá-lo;

  • Cuidado com a forma que você guarda o produto, mantenha em local seco e longe de fogo e do alcance de crianças.

Em caso de acidentes, nunca utilize pomadas ou outras soluções caseiras - como pasta de dente, pomadas, ovo, manteiga, óleo de cozinha ou gelo - , também não estoure as bolhas, se houver. Lave a região com água corrente e vá imediatamente para unidade hospitalar mais próxima da sua casa. A demora ao procurar ajuda pode ser crucial para o tratamento.

Cirurgia plástica para queimados

Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, podemos classificar as queimaduras em três graus:

  • 1º grau: vermelhidão na pele;

  • 2º grau: formação de bolhas;

  • 2º grau profunda: destruição completa da pele;

  • 3º grau: exposição de tecidos nobres (osso, tendão ou inervação).

A cirurgia é indicada para resgatar a funcionalidade ou estética de algumas partes do corpo, que foram acometidas por queimaduras de segundo grau profunda e terceiro grau.

Há de se avaliar o caso para que seja escolhida a técnica mais ideal, mas pode ser que seja necessária a utilização de enxertos (retira-se de alguma parte do corpo do paciente uma fina camada de pele e transfere-se para a parte queimada) ou retalhos (transfere-se pele e tecido com suprimento vascular próprio para a área lesionada).

O acompanhamento com o cirurgião plástico é fundamental para garantir o sucesso do procedimento, no pré e no pós operatório.

A sabedoria popular já dizia que “prevenir é o melhor remédio”. Faça isso e poderá curtir com tranquilidade as festas de São João.

#queimadura #fogosdeartifício #CirurgiaPlástica

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle